Maria da Penha, símbolo nacional da luta das mulheres contra a violência doméstica e familiar

  • 26/10/2021

Maria da Penha, símbolo nacional da luta das mulheres contra a violência doméstica e familiar

Pela primeira vez na história do MIS, Depoimento para a Posteridade será gravado em outro estado.

Quem é a mulher que originou a Lei Maria da Penha? Como tudo começou? Porque a sua experiência virou símbolo de luta por uma vida livre de violência? Essas e outras respostas serão dadas no dia 26 de outubro de 2021, quando Maria da Penha Maia Fernandes prestar o Depoimento para a Posteridade para o Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro.

“Esse ano a Lei nº 11.340/2006, mais conhecida como Lei Maria da Penha, completou 15 anos. É um marco para a sociedade brasileira, e por isso o registro do seu depoimento é significativo, emblemático. Preservar a sua história, a luta por justiça, dignidade e respeito, que faz parte da trajetória da Maria da Penha é muito importante”, afirmou o presidente do MIS, Cesar Miranda Ribeiro.

Maria da Penha, farmacêutica bioquímica, tinha apenas 38 anos quando sofreu dupla tentativa de feminicídio e sobreviveu para contar. Paraplégica, com três filhas pequenas para criar, transformou a sua dor na luta pela garantia dos direitos das mulheres que sofrem com a violência no Brasil. Fundou em 2009, o Instituto Maria da Penha, com sede em Fortaleza, e representação em Recife, com o objetivo de estimular e contribuir para a aplicação integral da Lei Maria da Penha.

Reconhecida nacional e internacionalmente, Maria da Penha Maia Fernandes foi indicada ao Prêmio Nobel da Paz 2017. Aos 76 anos, trabalha incansavelmente para conscientizar e promover a construção de uma sociedade sem violência doméstica e familiar contra a mulher.

Pela primeira vez na história do MIS RJ, desde a criação da série em 1966, que o Depoimento para a Posteridade será gravado em outro estado. Por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, que possibilitou a viagem, o registro acontecerá no Instituto Maria da Penha, Fortaleza, Ceará, no dia 26 de outubro de 2021(terça-feira), com as presenças de Maria da Penha Maia Fernandes e a entrevistadora, Valéria Maia Fernandes (irmã da depoente). A outra convidada entrevistadora, Regina Célia Almeida Silva Barbosa (professora universitária, sócia-fundadora e vice-presidente do Instituto Maria da Penha), estará em Recife, Pernambuco, remotamente do seu computador.

Publicado em 19/10/21 por Márcia Benazzi


#Compartilhe

Aplicativos


Programa no Ar

Pérolas do MIS

top1
1. Poema Vou-me embora pra Pasárgada

Manuel Bandeira

top2
2. Cantando Carinhoso em sarau na casa de Jacob do Bandolim

Elizeth Cardoso

top3
3. Cantando O orvalho vem caindo

Almirante

top4
4. Samba Homenageando os 19 anos do MIS

Estação Primeira de Mangueira

top5
5. Eu vi uma barata; Atirei o pau no gato; O Coelhinho; Cachorrinho está latindo

Trio Melodia e Trio Madrigal

Oferecimento