Comunicação e Gerência de Produção em destaque na Academia MIS de Cultura

  • 23/11/2021

Comunicação e Gerência de Produção em destaque na Academia MIS de Cultura

Em mais uma tarde dedicada ao aprendizado e capacitação dos servidores do Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro, da Academia MIS de Cultura, ontem (22/11), as apresentações foram conduzidas pelas jornalistas Anagélica Rodrigues, responsável pela comunicação, e Márcia Benazzi, gerente de produção do museu. Um Quiz com perguntas sobre as últimas postagens das duas áreas abriu a palestra, descontraindo e desafiando a memória dos presentes.

Anagélica abordou a importância da comunicação para o MIS, e deu dicas de como os servidores podem se manter antenados e conectados nas mídias sociais da instituição. Falou também como o time de comunicação do museu tem se desafiado a “vender” a vitrine que é o Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro, com informações preciosas, transformadoras e construindo novas formas de se relacionar e gerar vínculo com o público externo. Com mais de 60 mil ao todo, nas redes sociais, a intenção é apresentar o leque de possibilidades que o acervo do museu oferece e mostrar a Casa como um dos principais pontos de pesquisa do Rio e do país. Na imprensa, tornar o nome do MIS uma constante nas páginas dos jornais, enaltecendo o trabalho técnico e a relevância que esta Instituição tem. Para bom comunicador uma boa estratégia e muito trabalho bastam.

Márcia focou nos dois principais pilares da gerência de produção, a Web Rádio MIS RJ e a Série Depoimentos para a Posteridade. Como importante veículo de comunicação criado pelo presidente Cesar Miranda Ribeiro, logo no início da sua gestão, para revelar ao público as relíquias e preciosidades do rico acervo do museu, a Web Rádio MIS RJ ampliou significativamente nos últimos meses o número de ouvintes/internautas, publicou mais de 100 notícias relacionadas com a instituição, além de dezenas de vídeos temáticos produzidos em conexão com todos os setores da instituição, alguns deles exibidos durante a apresentação. Os Depoimentos para a Posteridade que retomaram suas gravações em maio, e estão sendo registrados com um novo padrão técnico de qualidade, foram apresentados com os principais destaques de cada produção, desde o primeiro, em maio, com o locutor Dirceu Rabelo, como os demais, na sequência o cineasta Cavi Borges, a jornalista Hildegard Angel, o bandolinista Hamilton de Holanda, o primeiro dirigente do MIS, Ricardo Cravo Albin, o radialista Adelzon Alves, e Maria da Penha Maia Fernades, que originou a criação da Lei Maria da Penha.

O funcionamento da Academia MIS de Cultura é restritivo aos servidores do museu, e ocorrerá sempre às segundas-feiras, quando a instituição está fechada para visitantes e pesquisadores. Semanalmente, um servidor será responsável pela palestra apresentando aos demais o seu conhecimento técnico, para melhoria da qualidade dos serviços internos e externos do MIS RJ.

Publicado em 23/11/21 por Márcia Benazzi


#Compartilhe

Aplicativos


Programa no Ar

Pérolas do MIS

top1
1. Poema Vou-me embora pra Pasárgada

Manuel Bandeira

top2
2. Cantando Carinhoso em sarau na casa de Jacob do Bandolim

Elizeth Cardoso

top3
3. Cantando O orvalho vem caindo

Almirante

top4
4. Samba Homenageando os 19 anos do MIS

Estação Primeira de Mangueira

top5
5. Eu vi uma barata; Atirei o pau no gato; O Coelhinho; Cachorrinho está latindo

Trio Melodia e Trio Madrigal

Oferecimento