MIS RJ: DOCUMENTÁRIO E DEBATE ENCERRAM COM SUCESSO A EXPOSIÇÃO “ANÍBAL AUGUSTO SARDINHA, PARA SEMPRE GAROTO”

  • 09/05/2022

MIS RJ: DOCUMENTÁRIO E DEBATE ENCERRAM COM SUCESSO A EXPOSIÇÃO “ANÍBAL AUGUSTO SARDINHA, PARA SEMPRE GAROTO”

Na tarde de sexta (6/5), foi encerrada com sucesso a exposição “Aníbal Augusto Sardinha, para sempre Garoto”, sobre o importante músico criador dos clássicos “Duas Contas” e “Gente Humilde”. O MIS exibiu o documentário de Rafael Veríssimo, “Garoto - Vivo sonhando”, seguido de um debate.

O documentário fez o público se emocionar com a trajetória do multi-instrumentista que inventou o violão-tenor e lançou o primeiro disco aos 15 anos de idade. Estudioso, disciplinado, exigente consigo próprio, absorvido por sua criação musical, apaixonado por violão, Garoto tocava banjo, bandolim, cavaquinho, guitarra havaiana, e outros instrumentos de corda.O artista se apresentou com o Bando da Lua nos anos 40, acompanhando Carmen Miranda nos Estados Unidos e impressionou os músicos americanos. Tocou com Dorival Caymmi, Ary Barroso e Luiz Gonzaga, tendo também trabalhado ao lado do maestro Radamés Gnatalli.

Com depoimentos de Henrique Cazes, Paulinho da Viola, Roberto Menescal, João Donato, Carlinhos Lyra e mais nomes do cenário musical - que lembraram a carreira e o legado do compositor e violonista - destacamos o testemunho do grande músico cearense Zé Menezes, que chorou ao lembrar-se do companheiro de tantos anos na Rádio Nacional.

Depois do belo filme, um debate com o pesquisador Jorge Mello, biógrafo de Garoto, e a museóloga do MIS, Eliane Antunes, curadora da exposição, ampliou o conhecimento sobre esse talento das cordas. Contamos ainda com a presença do pesquisador Roberto Salvador, que contribuiu para engradecer o evento.

Aníbal Augusto Sardinha foi um artista excepcional, e o MIS RJ tem a honra de salvaguardar um acervo precioso do músico inovador e versátil, que precisa ser conhecido pelas novas gerações, uma vez que, como disse o pesquisador e cavaquinista Henrique Cazes, “se Garoto tivesse vivido mais dez anos, poderia ser o maior compositor de violão do século XX”.

Publicado em 9/5/22 por Tetê Nóbrega 


#Compartilhe

Aplicativos


Programa no Ar

Pérolas do MIS

top1
1. Noite de Estrelas

Paulo Gracindo

top2
2. Abertura de O Bem Amado

Paulo Gracindo

top3
3. Gabriela

Paulo Gracindo

top4
4. Fizeram Moamba

Paulo Gracindo

top5
5. Escola de Samba Unidos da Ponte

Paulo Gracindo

Oferecimento