AÍDA DOS SANTOS, REFERÊNCIA E LENDA DO ATLETISMO BRASILEIRO NO MIS RJ

  • 02/03/2023

AÍDA DOS SANTOS, REFERÊNCIA E LENDA DO ATLETISMO BRASILEIRO NO MIS RJ

Quarta (8/3), no Dia Internacional da Mulher, o Museu da Imagem e do Som reverencia uma lenda do atletismo brasileiro, Aída dos Santos, a primeira mulher a disputar uma final olímpica e conquistar o quarto lugar no salto em altura, com a marca histórica de 1,74m, em Tóquio no ano de 1964!

“ É com muita satisfação e honra que o MIS receberá Aída dos Santos nesta data tão simbólica e especial para registrar a sua trajetória pioneira repleta de saltos, conquistas e glórias. Desejo que a sua história de superação, coragem e determinação inspire futuros atletas olímpicos no Brasil”, afirmou o presidente do MIS RJ, Cesar Miranda Ribeiro.

Aída dos Santos começou no vôlei mas foi nas pistas de atletismo, quebrando recordes que se consagrou definitivamente. Sem o apoio da família, de origem pobre, venceu o preconceito, enfrentou todas as adversidades e agregou garra e superação à sua vida! Nas Olimpíadas de Tóquio de 1964, se tornou a primeira mulher brasileira finalista nos Jogos e por pouco não subiu ao pódio! Foram muitos os Campeonatos Sul-Americanos e Jogos Pan-Americanos com medalhas de ouro, prata e bronze para o Brasil, nas provas de salto em altura e pentatlo. Dedicada aos estudos, se formou em Educação Física, Pedagogia e Geografia. Foi professora na Universidade Federal Fluminense em diferentes modalidades esportivas. Fundou em 2006 o Instituto Aída dos Santos com o objetivo de promover a inclusão social e cidadania de crianças de comunidades de Niterói. Apaixonada pela prática esportiva continuou a competir na categoria Master, vencendo campeonatos e conquistando mais medalhas!

A atleta olímpica Aída dos Santos terá ao seu lado, como convidados entrevistadores, Carlos Alberto Lancetta (Professor de educação física, técnico de atletismo e ex-presidente da FARJ – Federação de Atletismo do Estado do RJ), e César Luiz da Rocha Pessoa (Aposentado). A Série Depoimentos para a Posteridade está sendo gravada com três câmeras, para melhorar a qualidade documental do material a ser pesquisado, possibilitando mais opções para as futuras gerações. A mediação será conduzida pela jornalista do MIS RJ, Márcia Benazzi, na sede da Praça XV, com a presença de amigos convidados.

Sobre a série Depoimentos para a Posteridade:

Em 1966, o Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro, inaugurou o projeto Depoimentos para a Posteridade, inédito programa de história oral criado para preservar a memória de diversos setores da cultura nacional, tais como a música, o teatro, a literatura, o cinema e as artes plásticas. Atualmente conta com um acervo de mais de mil depoimentos de figuras notáveis, como Adhemar Ferreira da Silva, Pelé, Maria Lenk, João Saldanha, Vavá, Zagallo, Zico, Domingos da Guia, Roberto Dinamite, Zizinho, Ademir de Menezes, Jaqueline Silva, Júnior e muitos outros. Vale lembrar que a gravação fica à disposição do público, nas salas de consulta do MIS, 72 horas depois do término da entrevista.

O MIS RJ é um equipamento vinculado à Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro (SECEC RJ).

Publicado em 2/3/23 por Márcia Benazzi


#Compartilhe

Aplicativos


Programa no Ar

Pérolas do MIS

top1
1. Festival Silvio Caldas

Propaganda

top2
2. Chicle de Bola Ping Pong

Propaganda

top3
3. Sonrisal

Propaganda

top4
4. Melhoral

Propaganda

top5
5. Leite de Magnésia

Propaganda

Oferecimento