Podcast com baluarte do samba Zé Luiz do Império estreia nesta quarta-feira na Web Rádio MIS RJ

  • 19/03/2024

Podcast com baluarte do samba Zé Luiz do Império estreia nesta quarta-feira na Web Rádio MIS RJ

O convidado desta semana da série "Personalidades", do podcast "Dois dedos de prosa", do Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro, é o bamba Zé Luiz do Império. O compositor de "Todo menino é um rei", "Tempo Ê", "Amante vadio" e outros sucessos do cancioneiro popular falou sobre a trajetória no mundo do samba e a ligação com a escola Império Serrano. Os dois episódios serão exibidos nesta quarta e quinta-feira (dias 20 e 21/03) em três horários: 9h, 15h e 21h, na Web Rádio MIS RJ.

O bate-papo contou com a presença dos convidados Carlos Janan, produtor cultural, assessor especial da Fundação de Artes do Estado do Rio de Janeiro (Funarj) e amigo de Zé Luiz, e da historiadora e responsável pelo setor iconográfico do museu, Daiane Lopes. Com a mediação da jornalista do MIS Fernanda Soares, a conversa passou pela infância do compositor no bairro Santa Teresa, pela juventude e constituição da família no subúrbio carioca, em Oswaldo Cruz, na Zona Norte, e chegou até as rodas de samba mais badaladas, como as que são promovidas pelo sambista Zeca Pagodinho, em Xerém, distrito de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Classificado pelos amigos como uma pessoa discreta, José Luiz Costa Ferreira, que recebeu dos moradores da comunidade o apelido e nome artístico de Zé Luiz do Império, falou sobre as parcerias com Nei Lopes, Agenor de Oliveira e Nelson Sargento. O sambista também contou de onde veio a inspiração para composições, como "Prece a Xangô", que, segundo ele, é uma espécie de agradecimento, e "Malandros maneiros", canção feita em homenagem ao filho.

O compositor teve suas letras gravadas por grandes nomes da música brasileira. Um deles é Alcione, que chegou a lançar um disco com o título "Nosso nome, resistência", de autoria de Zé Luiz do Império. Ao longo dos episódios, o ouvinte poderá curtir esse e outros sucessos, como "Caído com elegância" e "Eu não fui convidado". Todos fazem parte do acervo do MIS RJ, que salvaguarda diversos itens relacionados ao baluarte do samba, como fotos, arquivos sonoros, recortes de jornais e até partituras, como a da música “Corre o dedo na viola”.

No dia 10 de julho deste ano, Zé Luiz completa 80 anos de vida, tendo quase 50 anos de carreira no mundo do samba para recordar. Segundo o amigo e produtor cultural Carlos Janan, a gravação do podcast já faz parte das comemorações.

A gravação e exibição do podcast conta com o trabalho da equipe do MIS, que inclui o técnico de gravação e informática, André Luis Pereira; o técnico de vídeo, Klaus Wilken; a responsável pelas mídias sociais, Vitória Felsemburgh; o designer gráfico Vítor Sant'Anna e o sonoplasta Renato Alencar. O material é uma produção exclusiva do Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro, que integra a rede de equipamentos culturais do Governo do Estado.

Todo o acervo do Museu da Imagem e do Som, que é vinculado à Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro (Secec-RJ), está à disposição do público e dos pesquisadores. Para acessar o material basta enviar e-mail para saladepesquisa@mis.rj.gov.br e agendar uma visita ao Centro de Pesquisa e Documentação Ricardo Cravo Albin.

Publicado em 19/3/2024 por Fernanda Soares


#Compartilhe

Aplicativos


Programa no Ar

Pérolas do MIS

top1
1. Sorriso Negro

Dona Ivone Lara

top2
2. Sonho Meu; Liberdade; Acreditar; Tiê; Andei para Curimá

Dona Ivone Lara

top3
3. Alguém Me Avisou

Dona Ivone Lara

top4
4. Cantei Só Para Distrair

Dona Ivone Lara

top5
5. Tendência

Dona Ivone Lara

Oferecimento