MIS RJ se coloca à disposição da Cultura do Estado do Rio Grande do Sul após tragédia causada pelas chuvas

  • 06/05/2024

MIS RJ se coloca à disposição da Cultura do Estado do Rio Grande do Sul após tragédia causada pelas chuvas

Diante da tragédia climática que atinge o Estado do Rio Grande do Sul, o Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro se colocou à disposição do Museu da Comunicação Hipólito José da Costa, localizado na capital Porto Alegre, que está entre os municípios mais afetados pela enchente. Além de se solidarizar com a população, o presidente do MIS RJ, Cesar Miranda Ribeiro, enviou mensagem à secretária de Estado da Cultura do RS, Beatriz Araújo, e ao diretor do museu gaúcho, Wellinton Silva, colocando os mecanismos de preservação de patrimônio do museu à disposição do Sul do país.

Segundo Cesar Miranda, o objetivo é contribuir, por meio da expertise dos servidores do MIS, com a manutenção, preservação e possíveis necessidades de restauração de patrimônio, já que a cidade de Porto Alegre vive uma situação dramática por conta dos efeitos das chuvas e da cheia do Rio Guaíba. O presidente do Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro determinou que os museólogos e historiadores da instituição estudem maneiras de contribuir.

“Estamos conectados ao Museu da Comunicação do RS neste momento de dificuldade extrema. A instituição preserva a memória da Comunicação Social do estado, a mesma que hoje trabalha incansavelmente para manter a população gaúcha e de todo Brasil informada. A secretária Beatriz Araújo e a Cultura do RS pode contar com o MIS”, afirmou Cesar Miranda.

O diretor do Museu da Comunicação Hipólito José da Costa agradeceu o contato e a disponibilidade do MIS RJ. Wellinton Silva disse que o momento é delicado e que, apesar do prédio ter sido alcançado pelas águas, a instituição está conseguindo manter as áreas técnicas, de exposição e os acervos em segurança. O diretor afirmou ainda que, no momento, há uma grande preocupação com os servidores que tiveram suas casas afetadas, e que muitos perderam tudo o que tinham.

As chuvas intensas tiveram início no dia 27 de abril em diversos municípios do Rio Grande do Sul. Especialistas acreditam que se trata do maior volume de chuva já registrado na história do estado. As condições do tempo melhoraram nesta segunda-feira (06/05), mas há previsão de mais chuva para os próximos dias. Outro problema é o aumento do volume do Rio Guaíba, que inundou a região e deve causar transtornos durante toda a semana, por conta da demora no escoamento da água.

A preocupação da gestão do Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro é em minimizar os efeitos do desastre natural sobre o acervo do Museu da Comunicação Hipólito José da Costa, fundado há 49 anos. A instituição salvaguarda itens relacionados a diferentes áreas, como Imprensa, Televisão, Rádio e Fonografia, Publicidade e Propaganda, Fotografia e Cinema.

“Como entidade que há 58 anos preserva a história de grandes nomes da cultura brasileira, bem como das artes e tantas outras áreas, o MIS entende a responsabilidade e a importância dessa tarefa, a mesma exercida pelo Museu da Comunicação do Rio Grande do Sul. Como disse à secretária de Estado da Cultura do estado, transmito o nosso carinho e afirmo que estamos acompanhando tudo que está acontecendo”, finalizou Cesar Miranda.

Publicado em 06/5/2024 por Fernanda Soares


#Compartilhe

Aplicativos


Programa no Ar

Pérolas do MIS

top1
1. Amor, meu grande amor

Angela Ro Ro

top2
2. A coisa mais linda que existe

Gal Costa

top3
3. Estacio, eu e voce

Luz Melodia

top4
4. Eu amo você

Tim Maia

top5
5. Por causa de você, menina

Jorge Ben Jor

Oferecimento