LUTHIER DAVI LOPES COMEÇOU A RESTAURAÇÃO DO VIOLÃO DO CATULO DA PAIXÃO CEARENSE

  • 13/06/2024

LUTHIER DAVI LOPES COMEÇOU A RESTAURAÇÃO DO VIOLÃO DO CATULO DA PAIXÃO CEARENSE

O MIS RJ tem em seu acervo muitos instrumentos musicais que pertencem às diferentes Coleções da instituição: violão, bandolim, cavaquinho, flauta, saxofone, acordeão, pandeiro, de artistas talentosos que brilharam em diferentes épocas e gêneros musicais.

Para o presidente Cesar Miranda Ribeiro - “Cada um tem a sua relevância, pela importância histórica do dono a que pertenceu, e por representar a riqueza sonora da Música Popular Brasileira, que o Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro salvaguarda desde 1965. A campanha, "Seja um Padrinho e Ajude a Restaurar o Passado da MPB", lançada no mês passado, conta com o apoio voluntário da sociedade, possibilitando que estes instrumentos sejam restaurados, muitas vêzes são doados em condições precárias, necessitando de reparos técnicos especializados”.

O violão que agora passa por restauro, pertenceu a Catulo da Paixão Cearense, autor de modinhas, canções e choros, um dos maiores compositores do século XX. Nascido em São Luís, no Maranhão, foi morar, ainda criança, no interior do Ceará, na fazenda dos avós paternos. Mas foi no Rio de Janeiro, após a mudança com a família para a capital federal, em 1880, que Catulo se interessou pela música. Primeiramente a flauta, depois o violão. A paixão pelo instrumento, pela música, as primeiras modinhas compostas, a convivência com Anacleto de Medeiros, Quincas Laranjeiras, Joaquim Calado, Viriato e Cadete, transformaram completamente a vida do jovem Catulo. A parceria com Anacleto resultou em obras como: "Rasga o coração", "Por um beijo", "Perdoa", "O boêmio", "Coração oculto", e muitas outras. E claro, “Luar do sertão”, toada sertaneja, melodia de João Pernabuco, considerada um dos maiores clássicos da Música Popular Brasileira. Foi Catulo o responsável por apresentar o violão aos salões nobres, como no Palácio do Catete, à convite de Nair de Teffé von Hoonholtz da Fonseca, pintora, cantora, atriz, pianista e esposa do presidente Hermes da Fonseca.

Caro leitor, que responsabilidade restaurar esse violão da década de 1940, do poeta, músico e compositor Catulo da Paixão Cearense! O Luthier Davi Lopes já colocou a mão na massa, e apresentou recentemente, o relato da primeira fase de restauração para o MIS RJ - " quando é feita uma análise completa e mais minuciosa do estado geral do instrumento, a integridade física das madeiras e suas estruturas, pintura, colagens, rachaduras, etc. Depois, fizemos um projeto com um desenho do instrumento o mais próximo possível de sua época para estabelecermos um passo a passo da restauração".

É importante destacar que o Luthier Davi Lopes, proprietário do ateliê Espaço Cultural Amar - Artes Musicais Ateliê e Ressignificação, localizado na Ilha do Governador, aderiu à campanha do MIS RJ "Seja um Padrinho e Ajude a Restaurar o Passado da MPB", com o objetivo de fazer a diferença na preservação da rica herança musical do Brasil. Uma parceria sem fins lucrativos que merece o respeito, o carinho e a admiração de toda a equipe do museu.

Se você deseja fazer parte deste movimento e contribuir para a restauração dos instrumentos que ajudaram a moldar a MPB, entre em contato com o MIS RJ, através do e-mail comunicacao@mis.rj.gov.br e saiba como participar desta ação. Seja um padrinho e ajude a preservar o legado da música brasileira para as futuras gerações. Afinal, cada nota tem uma história, e cada instrumento merece uma segunda chance de ecoar pelos corações e mentes dos amantes da música em todo o mundo.

Publicado em 13/06/2024 por Márcia Benazzi


#Compartilhe

Aplicativos


Programa no Ar

Pérolas do MIS

top1
1. Piove (Chove)

Marlene

top2
2. Per Amore (Por Amor)

Zizi Possi

top3
3. Poema degli occhi

Toquinho, Sergio Endrigo

top4
4. Umilmente-ti-chiedo-perdono

Jerry Adriani

top5
5. Italiana

Carlos Galhardo

Oferecimento